A cerimônia de casamento tem sido cada vez mais planejada pelos noivos e familiares. Muitos casais começam a se planejar com 2 e até 3 anos de antecedência. Lista de convidados, local da cerimônia, festa, buffet, DJ, decoração, vestido da noiva, etc. A lista de afazeres parece não acabar mais.

Na hora de contratar algum serviço, os noivos precisam saber exatamente com quem estão lidando para evitarem qualquer tipo de dor de cabeça. Com o fotógrafo não é diferente.

Por isso preparamos estas dicas com tudo que você precisa saber sobre como contratar um fotógrafo de casamento:

1- Nível de importância da fotografia

É isso mesmo. Você precisa saber o quanto a fotografia representa para você. Alguns casais querem apenas o simples registro do momento, seja porque tem um orçamento apertado, ou não fazem ideia de como é sensacinal trabalhar com um fotógrafo de casamento top!

Se esse é seu caso, te sugiro o seguinte: dê uma boa pesquisada no trabalho dos melhores fotógrafos da sua cidade, e veja como um bom fotógrafo de casamento consegue captar as emoções mais fantásticas do evento! Sua paixão pela fotografia vai aumentar consideravelmente, e com certeza você irá contratar um fotógrafo de casamento melhor do que simplesmente querer contratar alguém para faezr um simples registro.

Sabemos que na maioria dos casos o orçamento é apertado. Não estamos dizendo que o fotógrafo de casamento mais caro necessariamente é o melhor…

É por isso que é muito importante avaliar também o …..

 

2- Custo benefício

Mesmo que você tenha um orçamento pequeno, ou altíssimo para o dia do evento, ninguém quer jogar dinheiro fora, não é mesmo? Avalie quanto você está gastando ao todo com o casamento, e qual percentual de investimento representa o fotógrafo de casamento.

Se você gostou bastante do fotógrafo, é melhor investir nele do que pagar mais barato em outro que não gostou tanto. Tente ajustar os gastos para conseguir fechar com o profissional que você gostou. O benefício será muito melhor, e o custo percebido com certeza será menor.

Seu benefício será menor ao contratar um fotógrafo mais barato e que você não tenha agradado tanto. Consequentemente, você vai ter a impressão de que gastou muito dinheiro e não valeu a pena.

 

3- Procedência do fotógrafo de casamento

Ser um fotógrafo de casamento exige muito profissionalismo. Quando você contrata um profissional para trabalhar daqui a 2 anos, você já pensou que ele precisa existir como empresa por pelo menos mais 24 meses?

Infelizmente vemos casos de pessoas (não cabe usar a palavra ‘profissionais’, porque não são) que agem de má fé e deixam o cliente na mão no dia do casamento. E isso já aconteceu com fotógrafos, bifês, empresas de decoração, etc.

E a maioria esmagadora são excelentes profissionais e não podem ‘pagar o pato’ desses poucos que existem no mercado. Mas, para evitar um problema desse, quanto mais você conhecer a procedência, mais tranquilo será contratar um fotógrafo de casamento.

Pergunte para seus amigos, peça indicações. Abuse do Google na hora de pesquisar por um fotógrafo na sua cidade ou região. Quando encontrar um profissional que você tenha gostado, entre em seu site, redes sociais, mande email, converse pessoalmente. Enfim, faça de tudo para estreitar o relacionamento com ele.

 

Contratar um fotógrafo de casamento

 

4 – Tenha certeza do que está fazendo para não contratar um fotógrafo de casamento aventureiro.

Infelizmente algumas pessoas pensam que basta comprar uma câmera digital, criar um site, e sair por aí fotografando. Tome muito cuidado com os aventureiros.

A fotografia está em constante mudança e evolução. Você precisa de alguém dedicado e muito bem inteirado das últimas novidades e tecnologias. Os aventureiros geralmente vão te entregar um produto final digno de pena!

Veja esse exemplo: conhecemos um casal que contratou um “fotógrafo” que tirou as fotos do casamento e fez um tratamento horrível nas fotos (colocando cores exageradas, muito saturadas). Quando o casal recebeu as fotos, reclamou obviamente.

Mas o fotógrafo havia feito o tratamento e salvado as fotos “por cima” das fotos originais. Resultado: você acha que o casal tem hoje um álbum de casamento? Claro que não. Por isso, cuidado com os aventureiros!

 

5 – Pergunte ao fotógrafo se ele fotografa em RAW ou jpeg.

Talvez você não faça ideia do que é isso. Vamos explicar brevemente porque isso é importante.

RAW significa ‘cru’, em inglês. Imagens em RAW são livres de qualquer compressão. É como se fossem os “negativos” na época do filme. Elas ainda não foram ‘processadas’ pela câmera. O processamento será feito no computador. É muito mais fácil fazer o tratamento de uma foto tirada em RAW.

O jpeg já é uma imagem que foi processada pela própria câmera. É como se a câmera digital fosse o laboratório, e já te entregasse a foto pronta. Quando você joga a imagem em jpeg para o computador, ela não é mais o material bruto. É possível que você tenha perdido qualidade na imagem se tirou direto em jpeg.

Por isso é importante perguntar ao fotógrafo se ele tira as fotos em RAW.

Ah: no exemplo anterior, além do fotógrafo ter feito uma edição ruim nas fotos que tirou, e ter salvado “por cima”, perdendo as originais, todas as fotos estavam em jpeg.

 

6 – Entregar para o fotógrafo uma lista com fotos que você gosta.

Muitas pessoas quando vão ser fotografadas, gostam de entregar uma lista de poses, lugares, etc, para o fotógrafo.

Mas pense comigo: se você é um arquiteto, já pensou ser contratado por alguém que já tivesse um esboço de como ele quer o projeto? Ou se você é médico, já pensou seu paciente te trazendo algumas opções de medicamento que ele gostaria de tomar para curar o problema que está tendo?

A mesma coisa é com a fotografia. Por isso nós aconselhamos: não leve uma lista de fotos prontas para o fotógrafo. Isso limita sua criatividade. Muitos já irão, com jeitinho é claro, explicar que não trabalham dessa forma.

Isso não significa que você não possa falar com ele que gosta de fotos assim, ou assado. Mas deixe o profissional livre. Não tenha medo de achar as fotos ruins. Afinal, você já pesquisou pelo trabalho dele e sabe que é bom, não é verdade?

 

7- Encontre com o fotógrafo pessoalmente.

Depois que você selecionou uma lista com os profissionais que você gostou, fica mais fácil contratar um fotógrafo de casamento. O próximo passo é encontrar com eles pessoalmente. Conheça mais de perto o trabalho de cada um.

Empatia é fundamental nessas horas!

 

contratar-fotografo-de-casamento-2

 

8 – Peça para ver um álbum de casamento completo

É normal que em um site de fotografia você se depare com as melhores fotos. Mas antes de contratar um fotógrafo de casamento, peça para ver alguns álbuns prontos dele antes.

Assim você consegeue ter uma noção de como ele conta a história de um casamento através da fotografia. Bons fotógrafos conseguem criar um álbum de casamento fantástico!

 

9 – O que tem no pacote?

Para que você não tenha nenhuma supresa depois de contratar um fotógrafo de casamento, entenda exatamente qual o trabalho que será realizado, e quanto você está pagando por isso.

O fotógrafo irá trabalhar durante quantas horas no evento? No pacote constam as fotos externas, making of do noivo e da noiva, características do álbum de casamento, etc? Um bom profissional te deixará muito bem informado sobre tudo isso.

 

Com essas dicas esperamos ter esclarecido alguns pontos importantes que você precisa levar em consideração antes de contratar um fotógrafo de casamento. Conte conosco!

 

Um abraço;

Joice Guedes

fonte: fotografia mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *